top of page

Covid de Longa duração, um desafio para a sociedade

Por Euclides Matheucci Jr., PhD


A prevalência da COVID-19 de longa duração (também conhecida como COVID-19 persistente) é ainda incerta, pois os estudos ainda estão em andamento e os dados estão em constante evolução. No entanto, algumas estimativas sugerem que cerca de 10% a 20% das pessoas que contraem COVID-19 podem desenvolver sintomas persistentes após a recuperação da infecção aguda.


Estudos recentes tem apontado que a incidência da longa duração pode ser superior ao que se esperava inicialmente, com cerca de 30% a 40% dos pacientes com covid-19 apresentando sintomas persistentes, a maioria apresentando sintomas leves e moderados.


É importante notar que ainda não há consenso sobre os critérios para diagnosticar a COVID-19 de longa duração, e os estudos variam em sua definição de sintomas persistentes. Além disso, os estudos ainda estão em andamento e os dados podem mudar à medida que mais informações estão disponíveis.

Há vários artigos científicos que discutem a persistência do SARS-CoV-2 na COVID-19 de longa duração (vide Bibliografia).




Os principais sintomas da COVID-19 de longa duração são variados e podem incluir:

· Fadiga: cansaço excessivo e incapacidade de retomar as atividades normais

· Dificuldade para respirar: falta de ar, sensação de falta de ar, dificuldade para respirar profundamente

· Dor no peito: dor, pressão ou desconforto no peito

· Problemas mentais e emocionais: ansiedade, depressão, problemas de memória e concentração

· Dor muscular e nas articulações: dor, rigidez ou inchaço nas articulações

· Problemas de pele: erupções cutâneas, coceira, vermelhidão

· Problemas de sono: insônia, sonolência excessiva, sonhos vívidos

· Problemas de gosto e olfato: perda de gosto ou olfato, distorção do gosto ou olfato

· Problemas digestivos: diarreia, náusea, vômitos, perda de apetite

· Problemas cardíacos e vasculares: pressão arterial elevada, arritmia, dor no braço

· Problemas oculares: olhos vermelhos, dor ocular, fotofobia, visão turva

· Problemas de audição: zumbido, perda de audição, dor de ouvido

· Problemas de cabeça: dor de cabeça, enxaqueca


Estes sintomas podem variar de pessoa para pessoa e que não todos os pacientes com COVID-19 de longa duração apresentam todos os sintomas. Além disso, os sintomas podem ser diferentes da infecção aguda e podem ser mais leves ou mais graves. É importante que qualquer pessoa que apresente sintomas persistentes relacionados à COVID-19 consulte um médico para avaliação e tratamento adequados.

O Grupo DNA desenvolve metodologias próprias adequadas para o diagnóstico da Covid-19 de Longa Duração auxiliando os pacientes e seus médicos no correto diagnóstico e tratamento.


Sobre o autor

Prof. Dr. Euclides Matheucci Jr. é sócio fundador do Grupo DNA e idealizador das nossas marcas. Ele é formado em biologia e fez mestrado e doutorado em bioquímica e genética na USP.


Bibliografia

1. "Persistence of SARS-CoV-2 in the upper respiratory tract of asymptomatic individuals" publicado na revista "The Lancet Microbe" em 2020, que descreveu a detecção do vírus em amostras respiratórias de indivíduos assintomáticos.

2. "SARS-CoV-2 shedding in the upper respiratory tract of COVID-19 patients" publicado na revista "Clinical Microbiology and Infection" em 2020, que descreveu a detecção do vírus em amostras respiratórias de pacientes com COVID-19.

3. "SARS-CoV-2 viral persistence in respiratory tract secretions and implications for infectiousness" publicado na revista "Clinical Microbiology and Infection" em 2020, que discute a persistência do vírus em amostras respiratórias e seus implicações para a transmissão.

4. "Long-term persistence of SARS-CoV-2 in the semen of COVID-19 patients" publicado na revista "Fertility and Sterility" em 2021, que descreve a persistência do vírus no sêmen de pacientes com COVID-19.

5. "The persistence of SARS-CoV-2 in the oropharynx and conjunctiva" publicado na revista "JAMA Ophthalmology" em 2021, que descreve a persistência do vírus na orofaringe e conjuntiva de pacientes com COVID-19.

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page