Sequenciamento do Exoma

Sequenciamento do Exoma

DNA Consult

exoma clínicoA DNA Consult tem o compromisso de entregar as suas informações genéticas baseadas em dados científicos recentes, entregando os melhores resultados aos pacientes e médicos na busca constante da melhor qualidade de vida para os seus clientes.

A DNA Consult se dedica ao sequenciamento clínico do DNA, sendo especializada no sequenciamento do exoma (código TUSS 40503100) .

O genoma humano é um conjunto completo de ácido desoxirribonucleico (DNA), que contém as instruções genéticas necessárias para desenvolver e direcionar as atividades do organismo. As moléculas de DNA são feitas de duas fitas torcidas e emparelhadas. Cada fita é feita de quatro unidades químicas, chamadas bases de nucleotídeos: adenina (A), timina (T), guanina (G) e citosina (C).

O genoma humano contém aproximadamente 3 bilhões desses pares de bases, que residem nos 23 pares de cromossomos dentro do núcleo de todas as nossas células. Cada cromossomo contém centenas de milhares de genes que carregam as instruções para produzir proteínas. Cada um dos 30.000 genes estimados no genoma humano faz uma média de três proteínas.

As proteínas que constituem os tecidos do organismo, as enzimas e que regulam todas as funções do metabolismo e são codificadas pelo DNA, ou seja, a informação para a síntese dessas proteínas está contida no DNA. Diferenças sutis no DNA causam alterações, positivas e negativas, nas proteínas.

Assim como temos as faces diferentes uns dos outros, outras características de nosso organismo também são diferentes. Estas diferenças são baseadas, em parte pelo fato de, em cada 1.000 bases do DNA há um polimorfismo com pelo menos duas possibilidades de letras, por exemplo A ou C, G ou T, etc. Estes polimorfismos são denominados SNPs (Polimorfismo de Nucleotídeo Único) e existem 4,5 a 5 milhões de SNPs no genoma, muitos deles levam a alterações nas proteínas codificadas.

O avanço das tecnologias de sequenciamento do DNA para finalidades clínicas proporcionam uma diminuição dos custos e um aumento da eficiência diagnóstica. Os custos diminuem na medida em que mais exames são realizados e a eficiência aumenta na medida em que os bancos de dados, que relacionam genótipo X fenótipo, são aprimorados e as tecnologias de bioinformática se atualizam.

A parte codificante dos genes é denominada de exons. O Exoma é a porção codificante do genoma, que representa apenas uma pequena porção dos 3 bilhões de bases que formam o DNA.

Portanto, o Sequenciamento do Exoma (código TUSS 40503100) refere-se ao sequenciamento das porções codificantes de todos os genes.

Em uma primeira análise pode parecer desnecessário sequenciar todos os genes conhecidos, o exoma, para o diagnóstico de uma doença. Porém, na prática, os custos para sequenciamento de genes individuais e/ou painéis de genes, são muitas vezes iguais ou superiores ao sequenciamento completo do exoma.

Artigos científicos recentes, bem como a nossa prática laboratorial, têm demonstrado a eficiência do sequenciamento do exoma em termos de custo benefício, apesar da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ainda não ter incluído o exame como sendo de cobertura obrigatória pelos planos de saúde. A importância do sequenciamento do exoma é tal, que muitas vezes os planos de saúde pagam o exame obrigados por ações judiciais.

Em artigo científico publicado em 2018 (Genet Med. 2019 Jun;21(6):1443-1451) Salmon e colaboradores afirmam que: “A interpretação dos dados de sequenciamento de exoma pode ser complexa e a identificação de variantes causadoras de doenças relevantes permanece um desafio contínuo. Os resultados negativos podem ser devidos a limitações tecnológicas (mutações sem codificação ou expansão, cobertura incompleta, disomia uniparental, grandes indels, rearranjos cromossômicos e variantes de número de cópias); associações gene-doença desconhecidas; e fatores epigenéticos, multifatoriais ou não-genéticos (toxinas, privação de oxigênio, parto prematuro). Estudos anteriores relataram que a reanálise de dados pode oferecer um rendimento diagnóstico adicional de 10 a 15%, principalmente devido a associações recentemente publicadas de genes ou doenças ou identificação de pequenas deleções ou duplicações após a análise da variante do número de cópias. Uma causa adicional de falha na análise é o reconhecimento incompleto do fenótipo do paciente.”

Mesmo antes da publicação de tais evidências científicas, a DNA Consult faz a reanálise em todos os seus laudos de sequenciamento de genes, painéis de genes e exomas, utilizando os mais modernos e sólidos  recursos, por pessoal altamente especializado e um canal aberto com o médico assistente.

Outros artigos, revelam a importância do sequenciamento do exoma. Tan e colaboradores (jamapediatrics2017.1755) consideram que: “O sequenciamento do exoma completo em crianças com suspeita de condições monogênicas tem alto rendimento diagnóstico e a relação custo – benefício é maximizada pela aplicação precoce na via diagnóstica. Os pediatras devem considerar o encaminhamento precoce de crianças com síndromes não diagnosticadas a geneticistas clínicos.

Conheça as soluções clínicas de sequenciamento de DNA para cada caso específico, entre em contato com um especialista da DNA Consult, desde 1998 trabalhando com análises do DNA.

Nota: As traduções de trechos dos artigos científicos foram realizadas com o Google Tradutor).

 

Categorias